28 de setembro de 2010

Eu e as embalagens dos medicamentos

Já vos aconteceu abrirem uma embalagem de comprimidos, etc e descobrirem que abriram do lado em que está o papel explicativo (bula)?
Pois comigo é sempre. Nas últimas semanas tem havido algumas alergias, otites, constipações lá em casa e por isso há sempre alguém a tomar um comprimido ou a levar um supositório. Ora, quem distribui os medicamentos sou eu, então lá vou eu buscar a embalagem, abro e... abri do lado onde está o papel das instruções do medicamento. E isso acontece todas as vezes. É sempre. Pego na embalagem e olho bem e penso de que lado vou abrir. Pois acerto sempre no lado errado. Até posso deitar fora esse papel, mas como as doenças têm sido frequentes, de vez em quando tenho que abrir uma embalagem nova e voltamos ao mesmo. Só não me acontece com os xaropes... ;)

23 de setembro de 2010

"Ó mãe, é amanhã que faço anos?"

Ontem, Daniel pergunta-me: "Ó mãe, é amanhã que faço anos?".
Eu: "Não, filho, amanhã não fazes anos. Só em Maio."
Daniel: "Mas amanhã é dia 23..."

É tão bom ser criança...

16 de setembro de 2010

Passatempo da Kika Gula

Posted by Picasa

A Kika Gula lançou um passatempo sobre o seu bolo preferido, Bolo de Bolacha. Para participar, fui buscar este bolo que foi feito para o baptizado do Duarte, o filhote mais novo da Hélia.
Ingredientes:
Bolachas
café
Creme russo (da Casa Januário, no Porto)
crocante de amendoin e brilho de caramelo para decorar
Fisalis para enfeitar

A montagem é feita como habitualmente: intercala camada de bolachas molhadas em café, com camadas de creme russo.
No fim enfeita com o crocante de amendoin e o brilho de caramelo.
O fisalis veio do jardim da mãe da Hélia.

Parabéns Kika pelos 100 seguidores. Por mim ando toda vaidosa que já atingi as 30 pessoas interessadas nos meus disparates. Obrigada, amigos.

14 de setembro de 2010

Pão ultra rápido na MFP

Pesquisei, pesquisei e encontrei umas receitas para a MFP. Por isso vou partilhar esta receita que ficou um espectáculo.


Na cuba colocar por esta ordem:
1 copos de água morna
2 colheres de sopa de açúcar (só usei 1 para não ficar muito doce)
2 colheres de sopa de leite em pó (opcional - eu não usei)
2 colheres de sopa de manteiga ou óleo (usei óleo de girassol)
1 colher de chá de sal
3 copos de farinha de trigo
1 colher de sopa de fermento de padeiro seco (usei 1 saquetas)
Escolher o programa Ultra Rápido I (na minha máquina é o 6) e é só esperar.

Esta receita dá um pão de cerca de 600 gr.

Vai uma fatia?

13 de setembro de 2010

1º dia de aulas

Como é do conhecimento geral, hoje é o primeiro dia de aulas. E como se nota!! É só confusão no trânsito. É pais stressados a levar os meninos para a escola, é autocarros de transporte escolar a bloquear estradas de sentido único porque alguém deixou o carro mal estacionado, é jovens a atravessar fora da passadeira porque é fixe. Enfim, o caos. Daqui a uns dias a coisa normaliza. E agora que sei que voltou a confusão, toca a sair de casa mais cedo para a evitar e chegar a horas ao trabalho.

10 de setembro de 2010

A mãe

Aos 4 anos a mãe sabe tudo;
Aos 8 a mãe sabe muito;
Aos 12 a mãe não sabe mesmo tudo;
Aos 14 a mãe não sabe nada;
Aos 16 a mãe não existe;
Aos 18 ela está fora de moda;
Aos 25 se calhar ela percebe disto;
Aos 35 antes de decidir pergunto a mãe;
Aos 45 pergunto-me o que a mãe pensará disto?
Aos 75 quem me dera poder perguntar à minha mãe sobre isto.

Copiado do Facebook - perfil de Ana Gaspar Santos

9 de setembro de 2010

Acabou-se a novidade

Pronto, hoje já houve choro. Tinha que ser, já passou a novidade. Mas foi um chorito curto porque o mano segurou logo a mãozinha dela. E eu estava do lado de fora a falar com ela mas não podia dizer adeus, senão voltava o choro.
Mas a minha menina é malandreca e ontem pregou um valente susto ao pessoal. Na carrinha, de repente um grito do Daniel "Sara!!". A menina desapertou o cinto de segurança da cadeirinha. Conseguiu, com aqueles dedinhos pequeninos soltar as fivelas. Agora viram a fivela ao contrário para ela não conseguir desapertar.
Esta gente pequena dá cabo dos crescidos!!

8 de setembro de 2010

E lá vão eles na carrinha...

Hoje os meus piquenos começaram a ir na carrinha para a escolinha. A única chatice para o Daniel é "agora tenho que ir sempre ao lado da mana". Eu respondi-lhe que não, vai se quiser, mas por enquanto ela fica mais descansada por tê-lo ao lado.
À hora marcada cá estamos nós à espera da carrinha, ela chega, "olá Sara, olá Daniel, bom dia". Daniel entra logo para o lugar ao pé da cadeira para a mana, Sara vai ao colo da senhora que os acompanha na carrinha, olha para mim e... sorri toda contente. Sentados nos seus lugares, cintos apertados e lá vão eles para mais um dia de trabalho árduo. E eu, mais uma vez fico a sentir-me completamente ignorada. Mas onde estão os choros e as birras, andei eu a preparar-me para as enfrentar e manter-me firme e este gajitos pequenos trocam-me as voltas? Ufa, que alívio!!
Cheguei à conclusão que a Sara não sente tanto a mudança, porque tem o irmão, já está habituada a ter que dividir os brinquedos, as atenções, o colo, habituada à confusão e ao barulho. Quando o Daniel começou na creche, não tinha nada disso, era sozinho, era tudo só para ele. Por isso custou-lhe mais a mudança.
E como se fartam de brincar o dia todo, e correr  e pular, à noite é um descanso. Chegam a casa, brincam mais um pouco, jantam, banho, cama e até amanhã.

7 de setembro de 2010

E eu a pensar que ia haver birra

Hoje, quando levei os meus pequenos à escolinha, pensei que ia haver choro, lágrimas, birra. Afinal enganei-me. E ainda bem. Como fomos mais cedo, a educadora da Sara ainda não estava na sala, então demos uma voltinha pela escola a passear. O Daniel já conhece aquilo de trás para a frente, mas a Sara ia andando e apontando para o refeitório, para as pessoas que reconhecia, toda satisfeita. Quando voltámos à sala, já lá estava a educadora, foi toda sorridente ao colo dela. Falámos mais um bocadinho sobre o dia de ontem, só houve um chorinho na hora da sesta, de resto passou bem, comeu, brincou, sempre bem disposta. Na altura da despedida começou a esticar-se para mim por isso abreviei e fui levar o Daniel à sala dele. E pronto, 'tá feito por hoje. Amanhã, logo se vê.

6 de setembro de 2010

1º dia de escolinha

Hoje é o 1º dia na creche para a Sara e o regresso ao jardim para o Daniel. O Daniel, assim que entrou na sala dele simplesmente esqueceu que os pais estavam ali. Foi logo ver se a gaveta dele ainda era a mesma, dar uma volta à sala para ver as novidades. Ignorou-nos simplesmente. Antes assim.
Quanto à Sara, só queria ser uma mosca para poder ver o que se passa na salinha dela. Hoje até deve correr bem, é novidade. Amanhã veremos. Estou a resistir para não telefonar e perguntar como está a correr, prefiro que a educadora use o tempo que tem para dar atenção e cuidar da minha filha em vez de perder tempo a atender as minhas ansiedades.
Sei que ela está bem entregue, conheço as pessoas, conheço a instituição e o irmão também lá está, mas o meu coração hoje está pequenino de tão apertado.