8 de março de 2012

É bom ser mulher!!

Apesar de às vezes desejar ser homem ou gato de estimação. Às vezes estou tão cansada, tão farta da correria em que vivo, das dificuldades que sinto por ser mulher, de aturar a prepotência de alguns homens, que nessas alturas só me apetece ser homem. Assim estaria de igual para igual e a minha opinião ou o meu trabalho seriam mais valorizados.
Mas isto sinto nos dias maus, nos dias em que tudo parece correr mal, em que toda a gente se lembrou de implicar. Há dias assim.
Mas depois há o oposto. Em que ser mulher é o melhor que há, uma dádiva, uma alegria completa.
Ser capaz de conciliar as 3 ou 4 vidas que vivemos por dia: ser mãe, esposa, filha, amiga, confidente, profissional, enfim uma infinidade de coisas diferentes numa pessoa só.
Chegar a casa e receber aquele abraço das coisas mais fofas, mais perfeitas, mais lindas que alguma vez fiz na vida e que me adoram porque sim. Receber o carinho do homem que escolhi e me escolheu para construir uma vida juntos.
Sentir que todo o trabalho que tenho em casa com as limpezas e arrumações e a cozinhar, vale a pena porque estou a cuidar de quem amo. Eu sou a responsável pelo bem estar deles. É uma grande responsabilidade, é uma trabalheira da qual só apetece fugir nos dias maus, mas que nos dias bons é uma alegria. É o meu pequeno mundo e nesse pequeno mundo eu tenho o meu lugar, eu conto. E se pensar bem, é isso que importa, é para isso que vivo esta vida agitada e que enfrento os dias maus. Porque os dias bons compensam tudo e ser mulher é muito bom, mesmo!
(gato de estimação também seria interessante! Ou não?!)

Um comentário:

Obrigada por ter tempo para ler o que escrevo e dar-me a sua opinião. Espero que volte.
Um abraço!!!